Quantos pontos colocar?



Nos muitos anos do blog Tricô&Afins, essa sempre foi a dúvida mais frequente. Era só postar alguma receita para começar a receber comentários ou emails do tipo:

"Se eu usar a lã ou linha tal, quantos pontos tenho que colocar?" "Quantos pontos eu preciso para fazer tamanho maior ou menor???" "Tenho alguns novelos da lã tal em casa e gostaria de fazer uma xale médio, quantos pontos você acha que devo colocar e quantos carreiras devo fazer???"

E quantos pontos, quantos pontos, quantos pontos???!!! Oh Meldels!!!! Tem hora que o povo pensa que eu sou a guru dos pontinhos nas agulhas!!! kkkkkk Por esse motivo, esse post reaparece aqui no site para continuar ajudando a moçada a resolver esse problema.

Por mais experiência que uma tricoteira tenha, isso não é nada simples de responder. Quando estou fazendo meus modelos, passo por erros e acertos para chegar ao tamanho desejado. Além do que existe a variação da tensão do ponto de pessoa para pessoa.

Existe um método bem simples para se chegar aos almejados números exatos de pontos para um trabalho. Para isso, a gente precisa de, primeiramente, um pouquinho de PACIÊNCIA para o PLANEJAMENTO do nosso trabalho. Isso mesmo! Tem gente que pensa que fazer tricô, ou outro trabalho manual, é como mágica com as duas agulhas: basta pegar as ditas cujas para o resultado brotar da cartola. Quem já se aventurou um pouco por esse universo, sabe muito bem que planejamento é tudo. Bom, nada de exageros, mas dedicar alguma atenção antes de começar o trabalho é fundamental.


Aqui se incluem algumas considerações:

  • ver se o fio empregado é compatível com o resultado esperado

  • ver se temos a quantidade necessária para a conclusão

  • ver se temos a agulha indicada, etc.


Uma coisa legal de se acrescentar é que se você não tem a lã ou fio indicados na receita, você pode tentar substituir por outro parecido, mas com espessura compatível (entenda: que dê para ser usado com a mesma espessura de agulha, ok?) Dessa forma vai ser mais provável de obter resultado semelhante. Também nesse caso, vai ser bem mais fácil de seguir o que foi proposto, principalmente com relação ao número de pontos.

Mas, vamos supor que você adorou o modelo, mas tem outro fio de espessura diferente na sua casa e quer arriscar a fazê-lo mesmo assim. O que você faz??? O mais fácil, lógico, é enviar a clássica pergunta para a dona da receita: "quantos pontos tem que colocar??"... Não é mesmo? (risos) Pois é, esse é o caminho mais fácil mesmo, mas provavelmente você vai ficar sem resposta, pois a coitada da pessoa que compartilhou a receita pode nem conhecer o fio que você quer usar, nem saber de bate pronto a quantidade exata necessária para aumentar do tamanho 42 para o 48.

Outra coisa super importante: toda tricoteira deve ter sempre à mão a boa e velha amiga FITA MÉTRICA!!!!



Corre lá procurar a sua ou, se não tem ainda, pode comprar uma (é super baratinho e é uma mão na roda!)


Agora vamos ao que interessa: fazer uma pequena AMOSTRA ou ESQUEMA.

Com o fio e a agulha a serem usados no seu trabalho, o lance é fazer uma pequena amostra, ou seja, ponha 10 pontos nas agulhas desejadas e trabalhe por algumas carreiras no ponto a ser empregado no seu modelo. Se necessário, adapte o número de pontos para o mais próximo de 10 pontos. Por exemplo, existem receitas que pedem número de ponto múltiplo de 3, então você deve colocar 9 ou 12 pontos, correto? Faça algumas carreiras, até atingir uns 10 cm de comprimento.

Agora é só você medir a largura desse trabalhinho com a sua fita métrica ===> Guarde bem essa medida.

Quer um exemplo? Você fez uma pequena amostra de 10 pontos e obteve a medida de 8cm de largura. Então: 10 pontos = 8 cm. Vamos supor que você quer fazer uma echarpe mais larga, com 50cm de largura. Como usar esses números? Lembra-se da famosa regrinha de três? Vamos lá:



O resultado obtido = 62,5 é o número de pontos que você tem que colocar na agulha para obter um trabalho com 50 cm de largura. Como não é possível colocar meio ponto, podemos colocar 62 ou 63 pontos. Será que deu para entender? Essa é a regra básica para se planejar um trabalho e chegar ao número de pontos desejados.

Para ajudar mais, vamos supor que você quer fazer uma blusa ou bolero ou colete. Nas minhas receitas eu sempre tomo por base a medida do busto, ou seja, a medida obtida quando passamos a fita métrica ao redor do nosso corpo por cima do nosso peito, ok? No meu caso, o meu busto mede 100cm. Nesse caso, divido essa medida por 2 para chegar às medidas de parte da frente e parte das costas, ou seja, 50 cm de costas e 50 cm de frente. Então, aplicando a medida da amostra acima, para fazer uma parte das costas com 50cm de largura, também terei que colocar 62 ou 63 pontos. Agora se você é mais magrinha, com busto 94, por exemplo, você vai precisar fazer as suas partes da frente e costas com 47cm. Aplique a regra de 3 para essa medida. Ou seja: x = 10 vezes 47 dividido por 8, resultado 58,75. Então, na medida de 47 cm, serão necessários 58 ou 59 pontos.

Vamos fazer a conta para quem tem 112cm de busto? Teremos que fazer partes da frente e costas com 56 cm de largura. Então a regrinha ficaria assim: x = 10 vezes 56 dividido por 8, ou seja, x = 70. E chegamos à necessidade de se colocar 70 pontos. Ok?

Bom, espero que tenha ajudado você a encontrar um jeito de saber quantos pontos colocar.

Por hoje é isso.

Beijos e bom tricô!




374 visualizações

Receitas de tricô e crochê sem segredos. Aventure-se nesse universo e acredite que você também pode fazer.

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
 © 2018 Desenvolvido por Ding Publicidade